RSS

Capítulo Cinco – O garoto de Sirius

21 out

CAPÍTULO CINCO

O garoto de Sirius

 

Finalmente quando ele acorda na manhã seguinte avista um menino que parece reluzir uma luz azul sua pele é branca, como o de uma pérola, seus cabelos são dourados e seus olhos de um azul como o céu.

Não acreditando no que vê ele esfrega os olhos e olha mais uma vez e ele ainda esta lá. Percebendo que o garoto está desperto o espectro de luz azul cintilante decide se aproximar dele.

Luke olha em volta e tenta encontrar o Fumaça, mas aparentemente ele não esta ali. Estranha porque ambos adormeceram juntos na noite anterior.

– Olá Luke – diz o menino de aparência angelical.

– Olá – responde Luke ainda vislumbrando por aquela magnífica visão.

– Quem é você? – indaga Luke desconfiado.

– Meu nome é Séréti eu sou um guia azul de Sírius – responde ele.

E acompanho você desde o seu nascimento e até um pouco antes.

– Não entendo! – responde Luke. – É a primeira vez que vejo você.

 

Tem certeza disso! – diz ele. – Lembra-se de Poli o pássaro azul do quintal.

– Sim! – Diz Luke. – É você, Poli? De fato, Luke brincava diariamente com um pássaro de cor azul ao qual deu o nome de Poli. Ele vinha todas as manhãs catar grãos espalhados pelo quintal e neste momento Luke aproveitava para se divertir com ele.

– Sim sou eu! – E confesso que não gostava muito deste nome, mas agora já fomos apresentados.

Afinal você é um pássaro, ou uma pessoa? – Pergunta Luke.

Sou uma pessoa como você! – Responde ele. Contudo venho de outro lugar do universo e estou aqui apenas para orientá-lo na sua jornada.

– Jornada? – Pensa Luke, ainda sem entender o que esta acontecendo.

– E como é lá, de onde você vem?

– Nós somos de um universo que já se completou. Chegamos a sua galáxia quando ela estava sendo construída.

Fomos convidados pelos Construtores e pela Hierarquia Universal para sermos os mestres geneticistas de seu universo.

Residimos em uma estrela na constelação de Sírius conhecida como Sírius A e não confunda com os Humanos que colonizaram Sírius B, pois eles não são como nós e tem outros planos para a humanidade.

Uauuuu! – isto é incrível. – Responde Luke. – mas como você veio para aqui?

 

– Estou seguindo você deste que escapou do laboratório. Estava aguardando este momento para levá-lo ao rei do Mundo.

Luke recorda-se do que o pajé havia lhe dito. Então você será meu guia nesta jornada? – Questiona ele um pouco empolgado por estar na companhia de um possível amigo.

– Sim Luke, juntos iremos até Shamballah a capital de Agharta e você falará com o Rei do Mundo e o aguarda a milhares de anos.

Agora Luke realmente não entendia mais nada, como o Rei do Mundo poderia estar o aguardando por milhares de anos e com este garoto poderia saber disso. Diante daquela imagem angelical Luke decide não questionar esta afirmação e o segue até o interior da caverna.

Já era tarde demais para um retorno ao laboratório e Luke temia por sua vida caso retornasse. O que ele poderia perder, qual seria os riscos, enorme, imagina ele. Mas o garoto é especial Luke sente que deve confiar nele, mesmo com este jeito de falar, comento as palavras e falando coisas que às vezes são incompreensíveis.

Ele decide descer até a caverna abaixo para este o tal lugar.

Começam então a caminhar  Luke tem muitas duvidas.

O garoto percebe a sua inquietação e começa a responder as perguntas que Luke fez mentalmente.

Você lê pensamento – Pergunta Luke, surpreso com a novidade.

 

É claro, mas somente quando existe a intenção de fala não enquanto é apenas um pensamento. Não posso ler a sua mente, mas consigo interpretar os sinais enviados a sua boca.

Neste instante Séréti bate com o joelho em uma pedra.

-Raios, meu Deus isso dói. – Exclama ele aos pulos enquanto segura seu joelho em frangalhos.

Luke não se contém e cai na gargalhada.

-Você lê pensamentos, mas não consegue desviar de uma pedra.

Séréti retoma a caminhada só que agora ele manca e lamenta pelo encontrão com a pedra.

O caminho é cheio de obstáculos, existem raízes de árvores que atravessam a caverna, pedras soltas plantas incrustados nas rochas e é claro morcegos, dezenas deles.

Author

JJ Sobrinho, was born in Paraná Umuarama. He currently works as a Business Consultant in the area of Information Technology.I love reading and writing about quantum physics and parallel universes. I write articles for newspapers and magazines. He graduated in Business Administration and holds a MBA in Computer Science. He has worked as Executive Director MyOffer Brazil Ltda Consultant and Manager of Information Technology at the Institute ISULPAR-Coastal Paraná Curitiba PR
Education:
Faculty Dr. José Correia Leocádio Bachelor of Business Administration
University of Paraná Tuiuti Bachelor of Computer Science

This biography was provided by the author or their representative.

Books by JJ Sobrinho (See all books)

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 21, 2011 em Ebook

 

Tags: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: